Logotipo
   
          home contactos
links
apresentação mandato composição presidente estrutura regulamento directivas
procurar
 

Silva Neto recebe Victorino Nhany da UNITA

25/11/2016

O Presidente e os Membros da Comissão Nacional Eleitoral, receberam o Secretário para os Assuntos Políticos e Eleitorais do maior partido da oposição.

A UNITA, por ser um dos actores politicos e concorrente das Eleições Gerais de 2017, apresentou algumas inquietações que diz estar a verificar no processo de registo eleitoral presencial.

Segundo o Responsável do Gabinete de Pesquisa e Análise do Secretariado para os Assuntos Eleitorais da Presidência da UNITA, Álvaro Chikwamanga Daniel, o seu partido tem registado algumas irregularidades relacionadas com a recolha de cartões de eleitores por elementos da administração pública, da Polícia Nacional e de alguns Comités de Acção do MPLA.

Álvaro Chikwamanga Daniel, disse que estas acções que a UNITA considera por irregulares já foram participadas ao Ministério da Administração do Território, mas acharam oportuno trazer ao conhecimento da CNE, para que haja partilha das informações relativas a recolha de cartões, bem como as deslocações de brigadas para locais não informados aos partidos políticos para que estes possam fiscalizar o Registo Eleitoral.

A UNITA considerou o Presidente da CNE, André da Silva Neto, como receptivo durante o encontro e manifestou a pretensão de serem os partidos políticos a credenciar os delegados de lista para tornar mais célere esta acção, porque segundo Álvaro Chikwamanga Daniel, foi moroso o pleito passado.

A Porta-voz da CNE, Júlia Ferreira, disse entretanto que o atraso registado no acto de credeciamento dos Delegados de lista dos partidos políticos em 2012, foi causado pela existência do mesmo nome em duas listas dos partidos concorrentes, situação transcendem a organização e funcionamento interno da Comissão Nacional Eleitoral.

Júlia Ferreira, disse igualmente que os partidos politicos não podem fazer credenciamento dos seus delegados de lista, porque a Lei estabelece que esta é tarefa da responsabilidade exclusiva da Comissão Nacional Eleitoral.

Relactivamente a recolha de cartões de eleitores, por parte de alguns agentes da administração pública, da Polícia Nacional e de alguns Comités de Acção do MPLA, Júlia Ferreira disse que a CNE, não tinha conhecimento desta situação, porque durante a sua tarefa de supervisão nunca ninguém constatou, nem foi informado destes actos. Entretanto o assunto vai ser levado ao plenário.

 

 
 
21/04/2017 - Agentes de Educação Cívica Eleitoral no Bié já realizam actividades

20/06/2017 - CNE garante diálogo permanente com as Igrejas neste processo eleitoral

20/06/2017 - 25 mil 873 mesas é o numero para estas Eleições Gerais nas mais de 12 mil Assembleias

14/09/2017 - Material para a formação dos membros das mesas de voto chegou a Luanda

12/06/2017 - CPE de Luanda lança para a comunidade os Agentes de Educação Cívica Eleitoral

09/09/2017 - CNE preparada técnica e profissionalmente para fazer as Eleições

05/06/2017 - Listas com os candidatos às Eleições Gerais de Agosto entregue a CNE

06/06/2017 - CNE define ordem no Boletim de Voto e dos Tempos de Antena na Rádio e na Televisão

03/06/2017 - Plenário aprova documentos a serem usados nas Assembleias de Voto e outras acções próximo das eleições

03/06/2017 - CNE reúne com corpo diplomático para informações sobre a preparação do próximo pleito

última
Última Material para a formação dos membros das mesas de voto chegou a Luanda  
CNE preparada técnica e profissionalmente para fazer as Eleições
 
CNE inicia Formação dos Formadores Nacionais sobre Educação Cívica Eleitoral
 
 
actualidade
Última Agentes de Educação Cívica Eleitoral no Bié já realizam actividades  
CNE garante diálogo permanente com as Igrejas neste processo eleitoral
CPE de Luanda lança para a comunidade os Agentes de Educação Cívica Eleitoral
 

agenda

visitas

actividades

 
aestórias

Estórias

CNE - Comissão Nacional Eleitoral - Todos os Direitos Reservados - Design: CNE ©2007